Curiosidades

Seria capaz de jogar este jogo com os seus pais?

video

Por vezes há perguntas que não deviam sair da caixinha dos “e se…”. Mas a Cut Video decidiu tirar as perguntas da caixa e transformá-las num jogo “verdade ou bebida”, que muito sucesso tem feito no youtube. Uma das modalidades deste jogo passa por colocar frente a frente pais e filhos, com uma pilha de cartões com perguntas e é-lhes dada a escolha: responder ou beber!

Os momentos de riso não podiam faltar, assim como alguns bem embaraçosos, pelo que deixamos a pergunta em aberto – e você, teria coragem de fazer este jogo?

Em baixo deixamos-lhe a tradução livre, do primeiro episódio da série, mas o melhor mesmo é ver o vídeo para não perder as reações deles:

“Qual é a tua posição sexual preferida?”

“Cãozinho…”

“Oh meu deus!!”

Pais e filhos perguntam um ao outro uma série de questões aleatórias. Eles podem responder, ou beber um shot.

“Eu começo, com licença. Eu sou o David e sou o filho dela.”

—————————————

“O meu nome é Lynn e este é o meu filho Tyler.”

—————————————

“Estou muito nervosa para isto! Acho que vou ser a primeira a beber um shot.”

—————————————

“Fizeste sexo oral ao pai?”

“Se fiz sexo oral?! Não são anéis em fogo de um circo… Não é um Barnum e Bailey!”

—————————————

“Fizeste sexo oral ao pai?”

“ahahah, não sei o que querem dizer…”

“Se puseste a tua boca nas partes privadas do pai. Blergh!”

“Oh por favor…”

“Oh Deus!”

—————————————

“Oh, a sério?!… Fizeste sexo oral à mãe?”

“Quando, hoje?”

“Não!!”

“Ela ainda não tinha tomado banho, por isso saí cedo.”

“Oh meu deus!!! Isso é tão nojento!”

“Oh meu deus!”

—————————————

“Alguma vez bebeste, fumaste ou tomaste alguma droga enquanto estavas grávida de mim?”

“Não.”

“Eu sinto que, por causa de ser quem sou atualmente, isso não é inteiramente verdade… Mas tudo bem.”

—————————————

“Quando é que perdeste a virgindade?”

“Perdi-a com…”

“Por favor não digas no sexto ano..”

“Não.”

“Ok, obrigado!”

“Sétimo ano…”

“Sétimo… ok…”

“Estou a brincar, estou a brincar!”

—————————————

“2 meses antes de fazer 17.”

“Não é tão mau como pensava. Achava que tinha sido antes. Desculpa. Era das roupas que usavas…”

—————————————

“Oitavo ano? Oitavo!” 

—————————————

“O que é que eu faço que te envergonha?”

“Quando comentas no facebook, como se estivesses a escrever uma carta:

Querido Bryan,

boa foto. 

Beijinhos, mãe”

—————————————

“Já alguma vez fizeste uma ménage à trois?”

“Sim.”

“Oh, ok… Muito bem!”

—————————————

“Já fizeste uma ménage à trois, ou farias? Eu não preciso que me respondas a isto, nem sequer quero saber a resposta a isso!”

“Bom, eu era dos anos 60 ou 70, por isso, quem não fez??”

—————————————

“Sim, fiz.”

“Como foi?”

“Mantém-te nas perguntas dos cartões!”

—————————————

“Quem é o teu filho favorito?”

“Eu não tenho um filho favorito! Gosto de ambos da mesma maneira.”

“Acho que isso é mentira…”

“Não, não é mentira…!”

—————————————

“Qual é a tua posição sexual favorita? Por favor bebe, por favor bebe!”

“Por baixo!”

“Isto é uma pergunta muito estranha!”

—————————————

“Qual é a tua posição sexual favorita?”

“Quando a tua mãe finge que está a dormir.”

—————————————

“Mandas fotografias nu a pessoas com quem namoras? Eu espero que não…”

“Imagens, ou vídeo?”

“No cartão diz imagens…”

“Imagens sim, claro. Vídeos… não…”

“Oh meu deus!!!”

—————————————

“Se houvesse uma coisa que mudarias em mim, o que seria?”

“Gostaria que fosses menos altruísta. Preocupas-te demais com os outros e nunca te preocupas contigo. E precisas de decidir o que queres para os teus anos!”

—————————————

“Oh Deus. Já roubaste alguma coisa minha?”

“Sim!”

“Esta é a mais fácil do mundo…”

“Eu tirei-lhe a televisão no outro dia!”

“Ela levou-me a televisão há duas semanas! A do nosso quarto…”

“Eu não sabia quanto tempo eles iam estar fora por isso pensei ‘É leve, eu vou devolvê-la…'”

—————————————

“Quando eu envelhecer, vais me deixar morar contigo ou colocar-me num lar?”

“Ponho-te num lar, mas vou certamente visitar-te.”

“Conseguem acreditar nisso?! Eu não acredito!”

“Podes acreditar…”

—————————————

“Quando saí de casa, ficaste aliviada ou triste?”

“Triste…”

“Estou a chorar.”

“Também eu…”

“Não chores. Não podes chorar.”

“Tu também. Esta pergunta é rude, não é uma boa pergunta… Eu fiquei muito triste.”

“Eu fico tão feia quando choro…”

“Também eu! Ok, vamos lá, vamos beber a isso! A nós!”

Se quiser desafiar os seus pais, as perguntas estão disponíveis na página da marca, e se quiser ver mais vídeos pode clicar na caixa para subscrever o canal e receber os episódios mais recentes.»