Saúde e bem-estar

Graças a esta inovação médica, o pesadelo dos banhos com um braço partido estão perto do fim!

A pior parte de partir um braço ou uma perna não é, para a maioria das pessoas, a dor provocada pela lesão, mas sim o desconfortável pedaço de gesso que nos permite imobilizar o membro em questão, durante as próximas semanas.

3049149-slide-s-2-healing-injuries-could-be-better-thanksPensando neste problema, Scott Summit da empresa Bespoke, especializada em sistemas e próteses 3D, decidiu utilizar a inovadora impressão em 3D para produzir um “gesso”, que na verdade não tinha nada em comum com o sempre utilizado.

Summit foi levado a pensar sobre isso quando ele próprio lesionou o braço e fez uma rotura de ligamentos. Nessa altura ele trabalhou com um cirurgião ortopédico e juntos desenvolveram um modelo com apenas 5 milímetros de espessura, com pelo menos 3 pontos de estabilização, que lhe permitiam sarar o braço e o pulso da forma correcta, com muito mais conforto. Depois de ser feito um scan em 3D do braço do paciente, é feito um modelo em 3D que informa como o “gesso” deverá ser fabricado digitalmente, para uma utilização confortável.

O protótipo criado tem um estilo bastante futurístico e permite, de facto, muito mais mobilidade e conforto para o utilizador. Em termos de preço, o investimento inicial ainda é mais alto do que numa alternativa tradicional, devido à natureza individualizada do “gesso”, mas o tempo de remoção é muitíssimo mais curto, e menos duro para o paciente, o que significa menos tempo e dinheiro envolvidos no processo.

3049149-slide-s-4-healing-injuries-could-be-better-thanksEsta não é a primeira vez que as impressões em 3D são usadas para fins médicos – e aliás já falámos de um desses casos aqui – e isso deve-se precisamente ao facto desta tecnologia permitir a criação de soluções mais baratas e rápidas de produzir, do que os métodos convencionais.

Foi então o modelo criado que é, não só, personalizado para cada paciente, como também é mais leve, muito menos sufocante para a pele e impermeável. Podemos finalmente dizer adeus aos sacos de plástico e à ginástica dentro da banheira para manter o gesso seco!

Em Fast.Co Design, Scott Summit disse que «o mais interessante acerca da impressão 3D é que não há uma área de crescimento único. Como a internet em 1997, a impressão 3D está a explodir em todas as direcções: aerospacial, artes plásticas, ortodontia, moda – o que quiser. As empresas estão a perceber que esta é a fórmula secreta da vantagem competitiva. Com uma inclinação específica para a área dos cuidados de saúde,  é um ponto central já que as necessidades humanas tendem a ser individualizadas. Dada a nossa morfologia, não há uma solução de “tamanho único”».

Para mais informações, visite o site da Fast.Co Design.

Fotografias por Co.Design.