Boa disposição

Este casal queria tirar uma fotografia, mas sem querer gravou um vídeo que promete derreter o seu coração!

video

Bruce e Esther Huffman de McMinnville, no estado de Oregon, EUA, estavam a tentar tirar uma fotografia para mandar à sua neta, quando gravaram este vídeo. A gravação foi feita por engano, quando o casal tentava utilizar um programa que tinha sido instalado pela neta uns tempos antes.

Segundo parece, a neta já tinha explicado à avó como teria de proceder, mas não é de espantar que as instruções não tenham sido suficientes, numa era em que tudo passa por clicar numa data de botões digitais – algo pouco usual nos tempos de juventude do casal!

A melhor parte, e o mais importante a reter desta situação, é a ternura e o companheirismo a que assistimos durante todo o vídeo – além do fantástico espírito do avô, que nalguns momentos se torna bastante cómico (e atrevido!).

Como o vídeo não tem ainda legendas em português, deixamos-lhe aqui uma tradução livre da conversa, para que não perca nenhum detalhe:

B – Olha, um macaco!

E – Tirou a foto? Porque é que… não… eu pus para tirar!

B – É um macaco bastante bom!

E – Ok, espera lá.

B – Acho que não, acho que não tirou.

E- Ok, agora, volta a fazer. O que é que diz aqui? Tire uma fotografia.” Ok!

B – (canta)

E – Ohhh, não funciona… Estou triste…

B – Estou tão triste Esther, estou tão triste! Olha para isto, para estas rugas todas aqui em cima. Eu podia imitar a Sra. Doubtfire (filme americano). “Não está tudo bem, querida.”

E – Deixa ver, “tire uma série de fotos”. Isto é o que eu estava a fazer… E pode enviá-las por email a pessoas designadas. Então porque é que… porque é não tira uma foto?! Tirar foto!

B – Não sei querida. (arrota) Perdão!

E – Eu antes consegui, sem querer.

B – Tu és como eu, fazes mais coisas sem querer do que a maior parte das pessoas faz de propósito!

E – Apresentar. Estás a ver, esta é a que tirámos sem querer.

B – Como é que fizeste isso?

E- Não sei! Estou a tentar fazer para ti.

B – Estás a ver como teu cabelo está bonito? Já reparaste? Como o teu cabelo é bonito!

E – hmhm. Não sei onde é que estás querido…

B – Baixa o teu vestido um bocadinho e vemos as tuas maminhas!

E – Vá, pára! (risos) Não, não sei como fazer, pronto. Eu aprendi coisas a mais, ela tentou ensinar-me tanta coisa… Bom, queres ver… Eu mostro-te onde podes ver… Ah! “Aviso: Para fechar a janela tem de para de gravar“. Mas eu não sei, eu não sei o que é que estou a gravar…

B – Se calhar gravaste-nos a nós! Também tens linhas na tua testa!

E – hmhm e vou ter mais se não descobrir como é que isto funciona.

B – Tu vais descobrir, o que quer que faças, fazes bem. Tu vais aprender, tu vais aprender, demora algum tempo. O que é que eu fiz com o meu…

E – Querido, eu não sei o que fazer… (ri-se da expressão do marido) Pára…

Desejamos que este casal tenha muitos e longos anos por viver, com o mesmo espírito de alegria e amor de agora!