Inspirações

Ele criou uma casa que se movimenta sozinha e mostra-nos como funciona.

video

As iniciativas verdes e com fins ecológicos estão no topo da nossa lista de preferências. Quando a ecologia se alia à habitação e à vida prática do dia-a-dia, gostamos ainda mais e temos de partilhar as boas novas! Já aqui tínhamos falado de telhas que funcionam como painéis fotovoltaicos, mas agora toda a casa tem a possibilidade de se tornar num gigantesco gira-sol, rodando segundo o movimento do Sol para aproveitar ao máximo a luz solar e os consequentes benefícios da mesma.

“Casas em movimento” é o nome do projecto encabeçado por Manuel Vieira Lopes, que teve início na Faculdade de Arquitectura do Porto. A ideia por detrás desta casa é esta ser um edifício auto-sustentável, que aproveita a exposição solar para fornecer aos membros da família que nela habitam a energia necessária para o seu dia-a-dia, incluindo a climatização e a iluminação de todo o espaço habitável.

Para isso, a casa é construída num eixo, que gira sobre si próprio, e está coberta por um conjunto de painéis fotovoltaicos que lhe permitem produzir à volta de 25 mil kWh (kilowatts) por hora por ano. Ambos os factores aliados resultam num excelente aproveitamento da energia dos raios solares, tanto no Verão como durante o Inverno.

A casa já participou em feiras da Solar Decathlon, onde ganhou um prémio de 100.000 euros, e esteve exposta até ao final do passado mês de Setembro no Porto.

Por enquanto, uma empreitada destas ronda os 500.000 euros, mas temos esperança que este tipo de habitações se torne mais usual, descendo para preços mais acessíveis ao cidadão comum, preocupado com o seu bem-estar e com o da Natureza que o rodeia