Inspirações

Ele colocou um computador no meio de um bairro na Índia e sem o prever pode ter começado uma revolução a nível mundial.

video

Sugata Mitra é um investigador que em 2006 se questionou acerca da influência que a distância das escolas aos grandes centros urbanos tinha na educação. Será que piora? Será que melhora? Com esta ideia em mente, ele iniciou uma pesquisa na Índia, aplicando testes padronizados em todas as escolas pelas quais passou. Rapidamente se apercebeu que os professores que trabalhavam em comunidades mais remotas, mostravam insatisfação em estar longe dos centros urbanos e que, consequentemente, os resultados nessas escolas eram mais baixos.

Sugata Mitra começou então a analisar a necessidade de educação tecnológica (ET) e de formas alternativas de educação. Onde seriam necessárias? Com a sua investigação, a equipa rapidamente chegou à conclusão de que quanto mais remota a escola está, mais necessidade tem de formas alternativas de educação e maior valor dá à educação tecnológica. Isto porque numa escola onde já há bons resultados, a inserção de programas com educação tecnológica pouco aumenta, em termos percentuais, o sucesso académico – não compensando assim o investimento financeiro. Já em escolas com baixos resultados, o aumento percentual causado pela integração de programas de ET é significativo, justificando assim o investimento nessas tecnologias. O mesmo princípio se aplica às formas alternativas de educação.

E é precisamente sobre formas alternativas de educação e a utilização da educação tecnológica que fala Sugata Mitra nesta conferência TED, apresentada em Julho de 2010.

Se quiser descobrir como é que as crianças se ensinam a si próprias – e quiser perceber como é que alguns professores podem (e devem!) mesmo ser substituídos por máquinas – clique no vídeo e assista à palestra, que está disponível com legendas em português.