Inspirações

Angelina Jolie faz um discurso acerca do que as mulheres realmente precisam num homem.

Foi há apenas alguns dias que Angelina Jolie-Pitt voltou a impressionar o mundo, com um discurso que fez na Cimeira Bianual da União Africana, acerca dos direitos da mulher.

A atriz dirigiu-se a um grupo de delegados em Joanesburgo, na África do Sul, no qual se incluíam o Ministro Britânico das Relações Exteriores, WIlliam Hague, e a presidente da União Africana, Nkosazana Dlamini-Zuma.

O seu discurso focava-se na necessidade da comunidade global se debruçar sobre a violência e a violação dos direitos humanos, de mulheres e crianças pelo mundo fora.

“Há uma epidemia global de violência contra a mulher – tanto em zonas de conflito, como em sociedades pacíficas – e ainda é tratada como um crime menor ou com prioridade baixa.” – anunciou a atriz.

“Mulheres e crianças estão a sofrer nas mãos de extremistas que se divertem em tratá-las barbaricamente.”

Mas Angelina Jolie não se limitou a falar dos problemas. Ela apresentou também soluções, que poderão inspirar mudanças importantes para estas mulheres e crianças.

“Precisamos de medidas para segurança a longo-prazo, que sejam desenhadas por mulheres, focadas nos interesses das mulheres e executadas por mulheres também. Não dependentes de homens, ou em vez de homens, mas sim lado a lado com eles.”

Para a ativista, é também importante chamar os homens para este movimento de defesa dos direitos da mulher, que começa logicamente a nível individual.

“Não há maior pilar de estabilidade do que o de uma mulher forte, livre e educada. E não há papel mais inspirador do que o de um homem que respeita e apoia as mulheres e celebra a sua capacidade de liderança.”